Buenos Aires - - Quinta 22 De Outubro

Home Pessoas É assim que somos O perigo do fanatismo

O perigo do fanatismo

Não vale a pena dizer que não previmos.

É assim que somos
Circuita um vídeo nas redes (Eu amo o syntagma “as redes” como algo quase abstrato, sem as pessoas que realmente os constituem) em que você vê uma reunião (você vai dizer missa?) do povo que frequenta o templo evangélico da Avenida Corrientes, na cidade de Buenos Aires. Embora seja um dos mais conhecidos, o movimento está presente em todo o país há muitos anos. Estes pastores, em particular, têm origem brasileira, mas não tenho dúvidas de que deve haver de todas as latitudes e, claro, muitos deles argentinos. Mas eu quero me debruçar sobre o detalhe que estes são brasileiros, você já vai ver o porquê. Ele disse, circula um vídeo nas redes em que no meio da missa aparece um exército (que é a palavra que eles usam) chamando-se “Gladiadores do altar”. Este exército tem um uniforme (camiseta verde militar incluída) e eles andam em marcha em voz alta com seus tacos, como qualquer desfile que se preze. De momento, não têm armas, mas dadas as últimas declarações do Ministro da Segurança da Nação, não sei quanto tempo ficarão desarmados. Segundo a mesma organização, o objetivo do exército religioso é “servir a Deus no altar”, “colocar à disposição de Deus toda a juventude e vida, presente e futuro”. O locutor de vídeo motivacional afirma que “eles renunciarão a muitas coisas para serem preparadas por Deus” e fecha com a frase um tanto apocalíptica, “eles farão o inferno tremer”. Por que você disse sobre a importância dessa organização em particular ser brasileira? Porque recentemente, os irmãos latino-americanos escolheram um candidato que, no mínimo, é um pouco excêntrico, e, tirando o filtro de mim, é um fascista louco. E ele chegou ao poder por uma combinação que me aterroriza pessoalmente: a mídia mais as forças armadas (ele mesmo é um membro aposentado efetivo) e, aqui está o detalhe, um apoio muito importante dos movimentos religiosos. Eu acho que você tem que ter cuidado quando os fãs se multiplicam, porque quando eles recebem um grande número eles são muito difíceis de abrandar. Então não vale a pena dizer que não previmos.

Data de publicação: 11/11/2018

Compartilhar
Classifique este item
0/5

Temas

Escrever! Notas do leitor

Vá para a seção

Comentários


Por: Monica 16 novembro, 2018

Medio tomado de los pelos tu comentario...mezcla de ignorante con animo de ridiculizar. Asi opinan los que tienes esa "intencion".

Por: Monica 16 novembro, 2018

Tienen...ningun dato certero...ningun fundamento...solo comentarios aislados...soy ciudadana argentina evangelica e instruida...sirvo a Dios sirviendo a la comunidad...porque serian fanaticos los evangelicos???

Por: Hipolito Azema 06 dezembro, 2018

Estimada Mónica, yo no dije que los evangélicos son fanáticos. Dije que ESTOS evangélicos son fanáticos. ¿Todos los muslmanes son terroristas? Desde ya que no. ¿Todos los católicos forman parte de la inquisición? No. El problema nunca está en las religiones. Está en los fanatismos. Por otro lado, la relación entre Bolsonaro y las iglesias evangélicas brasileñas es indiscutible. Y la relación entre Bolsonaro y las armas también es indiscutible. Entonces, ver un video de un "ejército religioso" (insisto en que la palabra es de ellos, no mía) en pleno Almagro, teniendo en cuenta la coyuntura de la región, me parece, por lo menos, inquietante. ¡Saludos y gracias por su respuesta!

Deixe um feedback


Comentários

Tradições
Expo Citrus Se você quer um citrino, vá para Concordia

A cidade entrerriana de Concordia é tão famosa por sua atividade cítrica que tem uma festa onde você...

Argentinos em todo o mundo
argentina en Dinarca Um madrynese solto na Dinamarca

Em 2015, Mariana Cagnoli casou-se com um jovem dinamarquês e, quatro anos depois, tomaram a decisão...

História
presidentes Córdoba 6 presidentes formados em Córdoba

Nós dizemos quem são os profissionais que se formaram na Universidade Nacional de Córdoba que vieram...

Tradições
 turismo y viñedos Aniversário Cutral Có: terra de petróleo, turismo e vinhedos

Entrevistamos José Rioseco, prefeito de Cutral Có, que nos contou sobre esta bela cidade petrolífera...

Artigos


Eu quero estar atualizado

Assine a nossa newsletter e recebi as últimas notícias