Buenos Aires - - Terça 22 De Setembro

Home Pessoas Arte e Literatura O Museu do Livro e da Linguagem propõe um passeio pela narrativa de Sara Gallardo

O Museu do Livro e da Linguagem propõe um passeio pela narrativa de Sara Gallardo

O núcleo da exposição é um passeio de sete portas com citações que abordam as obras fictícias de Gallardo

Arte e Literatura

A exposição “Sara Gallardo, a poética do espaço”, no Museu do Livro e da Língua, é um convite para explorar as várias etapas da narrativa da cronista, jornalista e escritora que continua a ser republicada no 30º aniversário da sua morte. Com curadoria de Esteban Bitesnik, a exposição tem como núcleo uma viagem por sete portas com citações que abordam as obras fictícias de Gallardo (1931-1988) que ela mesma agrupou em sete núcleos que coincidem com o cenário estético de “The Seven Doors”, um de seus livros infantis. Cada uma dessas portas tem citações de suas ficções como “The Rose in the Wind”, “The Country of Smoke” ou “Janeiro” que falam respectivamente com frases daqueles que analisaram e trabalharam no trabalho do escritor como Leopoldo Brizuela, Carolina Esses e María Rosa Oliver. Nos fins do primeiro andar do Museu, onde esta homenagem é exibida, há dois murais com desenhos que evocam os universos dos romances “Janeiro”, “Los galgos, los galgos” e “Eisejuaz” e são intervividos com citações desses livros. Em diálogo com Télam, Bitesnik disse que Gallardo “produzido nas décadas de 1960 e 70 quando o foco estava em outros escritores como Beatriz Guido ou Marta Lynch e agora seu trabalho está sendo reconhecido porque a escrita Gallardan está ecoando, por exemplo, com o romance 'Janeiro', que é um texto muito atual relacionado com o O movimento Ni una Minus e o debate para o aborto.” Ao mesmo tempo que esta exposição está sendo desenvolvida, em livrarias você pode encontrar reedições de seus romances, como South Americana publicou uma edição especial de “Los galgos, los galgos” em 2016, Fjord acaba de relançamento “Janeiro” e “Blue Pants” e Excursões lançou “The Officials “, uma compilação com seus textos jornalísticos. O passeio da exposição também inclui uma reunião com as colunas publicadas em Confirmado em que há fragmentos de suas reflexões sobre donas de casa ou museus. Entre esses textos, um publicado em 12 de dezembro de 1968 no qual ele definiu este trabalho: “As últimas colunas são o produto de uma breve crise melancólica. Em geral, escrever esta coluna me serviu para confirmar uma suspeita: eu não sei nada sobre nada. Seu sucesso - se eles têm - é porque através dele os leitores entendem que eles sofrem o mesmo mal.” Ao tentar definir o trabalho de Gallardo, Bitesnik adverte que é “registros muito variados, algo que é muito tangível nas histórias reunidas em 'O País do Fumo'. Assim como em 'Eisejuaz' e 'Galgos, o Galgos' há um grande trabalho com a língua.” “Ela é uma escritora bastante versátil que às vezes tem coisas sobre Ocampo e esse mundo de fantasia, componentes mais realistas, mas sempre com algo sobre a fantasia que tem a ver com a transferência, o limiar que está presente em 'The Seven Doors ', uma história infantil em que uma criança vai para a casa de sua tia e fica entediado, de repente se levanta e há sete portas, como cada uma delas abre há um mundo de fantasia”, descreve o curador. Neste sentido, adverte que “enquanto na história das crianças Gallardo toma a ideia original de fantasia, na sua vida adulta há sempre um limiar, uma passagem de um personagem que se desloca de um espaço para outro, de cidade para país, de país para país para Europa, que regressa da Europa”. A exposição “Sara Gallardo, a poética do espaço”, inspirada na voz do autor resgatado em uma breve autobiografia intitulada “História dos meus livros e outras coisas”, pode ser vista no Museu localizado na Avenida Las Heras 2555 em Buenos Aires City, até 3 de março de 2019 de terça a domingo, de 14 a 19, com entrada gratuita. Fonte: Télam

Data de publicação: 18/12/2018

Compartilhar
Classifique este item
0/5

Temas

Escrever! Notas do leitor

Vá para a seção

Comentários


Não há comentários

Deixe um feedback


Comentários

Argentinos em todo o mundo
 Karen Hallberg Uma Jujena no topo da ciência

A cientista argentina Karen Hallberg foi eleita para o Conselho de Representantes da Sociedade Físic...

História
La calesita: orgullo argentino La calesita: orgulho argentino

Um retorno para a alegria das crianças que não bateram a televisão, jogos de vídeo ou smartphone. E...

Tradições
alpargatas Como é bom estar em alpargatas

Mudando um pouco a letra para a frase da canção, uma verdadeira tradição Santafesina é fielmente exp...

Espetáculos
famosos-mensajes Celebridades que cobram por uma saudação virtual

Esta é uma nova forma de trabalho à qual várias figuras do show argentino já se juntaram. Eu sei que...

Artigos


Eu quero estar atualizado

Assine a nossa newsletter e recebi as últimas notícias