Buenos Aires - - Quinta 03 De Dezembro

Home Argentina História Cinco Santaffesinas que fizeram história

Cinco Santaffesinas que fizeram história

Nesta nota lembramos cinco santafesinas que fizeram coisas muito importantes para a história da cidade.

História
Cinco santafesinas que hicieron historia

Nesta nota, há um  reconhecimento  histórico de cinco santafesinas que merecem estar sempre presentes. Vivendo na memória coletiva, eles merecem ser lembrados na sociedade. Na verdade, muitos têm ruas e espaços nomeados em sua homenagem. Mas pouco se sabe sobre a maioria deles em  conhecimento popular .

Essas cinco mulheres deixaram sua marca indelével em diferentes facetas do desenvolvimento social Santaffese. Alguns humildes, alguns socialmente ricos, políticos e trabalhistas.

Na rica história da capital provincial há muitas mais mulheres cujo trabalho merece ser lembrado. Estes cinco são apenas alguns, escolhidos com o propósito de dar visibilidade aos seus méritos.

 Gladys Senn de Violoncelo (1921-1999) 

Iniciou sua carreira docente em 1940, na mesma escola onde estudou o ensino fundamental. Professor e diretor de várias escolas da cidade se formou, em 1950, como professor de jardins de infância na Escola Normal de Coronda e participou ativamente na Associação de Professores, hoje  AMSAFE .

Em 1960 optou por ensinar em Las Rosas, localizado na área rural da província de Santa Fé, onde tentou refletir o que era um antigo desejo pessoal: trabalhar de forma abrangente com estudantes de setores humildes.

Ele pretendia “tirar” a escola do edifício e inseri-la no bairro para alcançar um efeito total e, assim, dar-lhe um realismo que ele considerava vital para qualquer projeto educacional. Promoveu a  criatividade  das crianças, estimulando a exposição do trabalho infantil.

Seu papel como supervisora lhe permitiu viajar pela província e entrar em contato com as diferentes realidades de nossas regiões, enriquecendo seu trabalho.

Foi colunista  do jornal El Litoral  e atuou na União para os Deficientes. Em 1987 recebeu a distinção Alicia Moreau de Justo por sua “atitude na vida”.

 Carmen Victoria Rovitti 

“A heroína de Valento” (1921-1990). Ele morava em um rancho em uma das ilhas em frente ao bairro Centenario, mais conhecido como Valento. Em 28 de agosto de 1949, ela estava lavando suas roupas quando viu que um barco tinha virado para trás. O barco, encarregado de Antonio Pacitti, carregava nove pessoas. Carmen pegou sua  canoa  e foi capaz de resgatar Antonio, que segurava um de seus filhos e seis naufragaram em seu punho. Nesse mesmo ano, o Governo deu-lhe uma casa em reconhecimento de suas ações heróicas, salvando vidas.

 Fryda Schultz por Mantovani 

Nascida em 1912 e falecida em 1978, foi escritora de  literatura infantil . Contador de histórias, poeta, dramaturga e ensaísta, é considerada uma das escritoras mais importantes da literatura infantil contemporânea. Dirigiu a revista infantil  World  Infantil  , amplamente divulgada na década de 1950, na qual colaboraram os escritores mais importantes da literatura infantil. Partilhou o espaço feminista criado pela primeira seção Santa Fé da União Argentina das Mulheres, presidida por Victoria Ocampo. Foi co-fundadora da Biblioteca Pedagógica Sarmiento.

 Gabriela Aquilina Ullua 

Passou a sua vida entre 1896 e 1982). Foi a única professora e diretora da escola Barrio Norte, mais tarde chamada Bartolomé Mitre. Membro ativo da Associação de Professores de Santa Fé, foi um dos fundadores da Casa do Maestro, fez parte da Comissão de Estudos para a reestruturação da escola nº 8 Almirante Brown e foi responsável pela seção Educação Integral do Departamento de Extensão Universitária do Instituto Social da UNL  Lutadora dos direitos das mulheres  e promotora do divórcio, defendeu as escolas públicas e a igualdade de gênero.

 Sara Pinasco de Juliera 

Nasceu em 1943 e morreu em 2004. Arquiteta e conselheira, ela se concentrou em vários tópicos de interesse comunitário. Saúde, educação, preservação do patrimônio arquitetônico religioso e controle da gestão estadual. Ele tinha outras obsessões, como a preservação de edifícios por seu valor histórico,  arquitetônico , religioso e cultural. Ele terminou seu mandato deixando importantes projetos e ordenanças, incluindo o Registro Municipal de Ativos de Ativos de Funcionários Municipais e Funcionários.

Data de publicação: 25/10/2020

Compartilhar
Classifique este item
5.00/5

Temas

Escrever! Notas do leitor

Vá para a seção

Comentários


Não há comentários

Deixe um feedback


Comentários

Argentinos em todo o mundo
viajero O mundo de acordo com Fede

Fede viaja pelo mundo e compartilha suas experiências nas mídias sociais. Aprenda sobre a história d...

Tradições
carnaval de Sastre Um alfaiate sem trajes

Neste verão, não poderemos ver as produções espetaculares que a cidade de Santa Fé de Sastre oferece...

Tradições
Serenata de Cayafate A magia de Cafayate e sua serenata

É um dos festivais folclóricos mais importantes do país que acontece todos os anos no coração dos Va...

Tradições
El Carnaval de Chimbas Ritmo e alegria no Carnaval Chimbas

O Carnaval de Chimbas é o grande festival de Sanjuanina e um dos mais importantes da província.

Artigos


Eu quero estar atualizado

Assine a nossa newsletter e recebi as últimas notícias