Buenos Aires - - Terça 22 De Setembro

Home Argentina Cortázar: o adolescente que não fez adolescência em tudo

Cortázar: o adolescente que não fez adolescência em tudo

Jorge Luis Borges que se surpreendeu, não só pela altura, mas também pela expansão do mundo imaginário criado por Cortázar

Arte e Literatura
Julio Cortazar começou a escrever aos oito anos de idade, com um romance que sua mãe manteve com ciúmes, impedindo seu filho de queimá-lo e hoje é exibido no museu de Cortázar, em Paris. Quando adolescente, ele deixou sua escrita momentaneamente para se dedicar a suas outras duas paixões: jazz e box. Então, graças à sua insistência, em uma estação de rádio local, ele foi autorizado a contar uma luta no fundo; mas entre a pronúncia escorregadia de seu “r” e a emoção que ele colocou em cada golpe, ele acabou em um dislate incompreensível para o público e os diretores do programa demitiu-o que o romance deve ganhar por pontos e a história por Knockout.Em sua história “A Noite da Manteiga” conta uma luta pelo título do mundo que ele testemunhou em Paris entre Carlos Monzón e Butter Napoles.Depois desse passo em falso por rádio, ele reescreveu, e com a idade de 17 anos, ele apareceu nos escritórios da revista “Os Anais de Buenos Aires” e deu uma história a um jovem editor que trabalhou lá, chamado Jorge Luis Borges; que ficou surpreendido, não só pela altura, mas também pela expansão do mundo imaginário criado por Cortázar.Tempo mais tarde, caminhando pela Rua Cortázar, encontrou a nova edição da revista “Los Anales de Buenos Aires”, em que foi publicado sua história com ilustrações da irmã de Borges. O ano foi 1946 e a história “Casa Tomada”, um trabalho sobre o qual foram feitas inúmeras suposições sobre seu significado político e social e sua analogia com o surgimento do peronismo no país.

Data de publicação: 27/08/2018

Compartilhar
Classifique este item
0/5

Temas

Escrever! Notas do leitor

Vá para a seção

Comentários


Por: CarlosAraujo 27 agosto, 2018

Muy buenas las anécdotas del gran Julio Cotázar. Nos enriquecen el conocimiento que de él tenemos. Gracias Marcelo.

Por: Maria Jose Villamil 28 agosto, 2018

Me gusto mucho !

Deixe um feedback


Comentários

Argentinos em todo o mundo
 Karen Hallberg Uma Jujena no topo da ciência

A cientista argentina Karen Hallberg foi eleita para o Conselho de Representantes da Sociedade Físic...

História
La calesita: orgullo argentino La calesita: orgulho argentino

Um retorno para a alegria das crianças que não bateram a televisão, jogos de vídeo ou smartphone. E...

Tradições
alpargatas Como é bom estar em alpargatas

Mudando um pouco a letra para a frase da canção, uma verdadeira tradição Santafesina é fielmente exp...

Espetáculos
famosos-mensajes Celebridades que cobram por uma saudação virtual

Esta é uma nova forma de trabalho à qual várias figuras do show argentino já se juntaram. Eu sei que...

Artigos


Eu quero estar atualizado

Assine a nossa newsletter e recebi as últimas notícias